Airton Ortiz

Airton 0rtiz nasceu na vila ferroviária de Bexiga, interior do município de Rio Pardo, em 27 de novembro de 1954. Atualmente mora em Porto Alegre, onde formou-se em Jornalismo pela PUC-RS e fez pós-graduação na UFRGS. Além de escritor profissional, é jornalista especializado em reportagens internacionais sobre a natureza selvagem; criador do gênero Jornalismo de Aventura, onde é, ao mesmo tempo, repórter e protagonista da reportagem. Estreou como escritor profissional em 1999, ao publicar, pela Editora Record, do Rio de Janeiro, o livro Aventura no topo da África.

     Devido ao conteúdo jornalístico aliado a forma literária dada em seus relatos, seus livros estão sendo utilizados como leitura complementar em diversos cursos de pós-graduação em Jornalismo Literário.

     Airton Ortiz já gravou muitos documentários especiais para a televisão, todos sobre aventuras. Como fotógrafo, tem um acervo com 50 mil fotos da maioria dos países do mundo, especialmente sobre natureza selvagem.

     Suas viagens radicais ao redor do planeta aliadas à sua experiência como administrador de empresas o tornaram um dos mais requisitados conferencistas nas áreas de Planejamento e Motivação, prestando consultoria para importantes empresas no Brasil, além de fazer palestras em escolas e feiras do livro por todo o país. 

Prêmios

Os livros Na Estrada do Everest  e Pelos caminhos do Tibete foram finalistas do prêmio Açorianos de Literatura. Expresso para a Índia ganhou o prêmio Euclides da Cunha, da União Brasileira de Escritores, como o melhor livro de ensaio lançado no Brasil no ano do seu lançamento. Travessia da Amazônia narra ganhou o prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, como melhor livro de não-ficção escrito por um autor gaúcho no ano do seu lançamento. Egito dos faraós foi finalista do mesmo prêmio. O livro Na trilha da Humanidade se originou de uma série com 12 reportagens, 24 páginas, publicada no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, em 2005. A matéria foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo, a mais importante e tradicional condecoração da mídia brasileira. O livro Em busca do Mundo Maia se originou de uma série seis reportagens publicadas no Jornal do Povo, de Cachoeira do Sul, onde, em 12 páginas, relata sua expedição à América Central. A matéria, que aborda a extinção da cultura dos maias, ganhou o Prêmio ARI de Jornalismo, o mais tradicional e importante da mídia gaúcha, onde obteve o primeiro lugar na categoria reportagem cultural. 

Site

www.airtonortiz.com.br

Bibliografia

  •  
    • 1999 Aventura no topo da África narra sua expedição ao cume do monte Kilimanjaro, tornando-se o primeiro gaúcho a escalar a mais alta montanha do continente africano.
    • 2000 Na Estrada do Everest narra suas escaladas na cordilheira do Himalaia, no Nepal.
    • 2001 Pelos caminhos do Tibete narra a viagem onde ele percorreu, de jipe, todo o platô tibetano, viajando de Lhasa a Katmandu através do Himalaia.
    • 2002 Cruzando a Última Fronteira narra a travessia do Alasca, do sul até o oceano Ártico.
    • 2003 Expresso para a Índia narra uma profunda experiência na terra dos deuses hindus. Foi o 2º livro mais vendido na 49ª Feira do Livro de Porto Alegre.
    • 2004 Travessia da Amazônia narra uma viagem do Pacífico ao Atlântico pelos rios amazônicos. Foi o 5º livro mais vendido na 50ª Feira do Livro de Porto Alegre.
    • 2005 Egito dos faraós narra uma jornada através do deserto do Saara, em lombo de camelo, e a descida do rio Nilo, numa jangada. Foi o 3º livro mais vendido na Feira do Livro de Porto Alegre.
    • 2006 Na trilha da Humanidade narra a expedição que refez o caminho percorrido pelos humanos pré-históricos que povoaram o Brasil partindo da África, cruzando a Ásia, entrando nas Américas pelo Alasca e descendo até Minas Gerais, uma volta ao mundo completa, 45 mil quilômetros, 12 países. Também integrou a lista dos livros mais vendidos na 52ª Feira do Livro de Porto Alegre.
    • 2007 Em busca do Mundo Maia narra sua expedição à América Central e aborda a extinção da cultura dos maias. Também integrou a lista dos livros mais vendidos na Feira do Livro de Porto alegre.
    • 2008 Cartas do Everest é o primeiro livro de ficção do escritor, um romance de aventura narrando uma trágica expedição ao cume do monte Everest. Escrito numa linguagem belíssima, é literatura em ritmo de escalada; um clipe literário.
    • 2009 Vietnã Pós-Guerra, o décimo título da coleção Viagens Radicais, e que será lançado na 55ª Feira do Livro de Porto Alegre, narra a expedição realizada pelo Sudeste Asiático em 2008.