Câmara do Livro Câmara do Livro no Facebook
   

10.06.2011
Porto Alegre tem a maior feira literária a céu aberto das Américas

Feira do Livro é o primeiro evento a ser considerado Patrimônio Imaterial da Cidade

                                                                                                                                                                      Considerada a maior feira de livros a céu aberto das Américas, a Feira do Livro de Porto Alegre, promovida pela Câmara Rio-Grandense do Livro, é o evento cultural mais popular do Rio Grande do Sul. Além disso, é também a mais antiga realizada em caráter contínuo no Brasil e uma das três mais importantes do país.

A iniciativa, criada por um grupo de livreiros, intelectuais e jornalistas com o lema: Se o povo não vem à livraria, vamos levar a livraria ao povo”, é realizada desde 1955, na Praça da Alfândega, no Centro da capital gaúcha. Atualmente, se estende para as ruas do entorno: à área central do Cais do Porto (onde se instala  a Área Infantil e Juvenil) e a três entidades culturais localizados nas imediações - Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, Memorial do RS e Santander Cultural.

Além de oferecer ao público, a preços reduzidos, uma diversidade de livros editados no Brasil e no exterior, a Feira do Livro disponibiliza intensa programação cultural de entrada livre. Em edições anteriores, a Feira já contou com autores do porte do Prêmio Nobel Camilo José Cela (já falecido), Mário Vargas Llosa, Laura Esquivel, Fernando Arrabal, Gilbert Shelton, Federico Andahazi e Antonio Skármeta, Michael Cunnimghan e Eduardo Galeano, entre inúmeros outros de renome nacional e internacional.

O evento é formatado em conjunto com entidades representativas dos mais diversos segmentos da sociedade gaúcha, e é também uma importante atração turística, 36% de seus visitantes provêm de outros municípios gaúchos ou de estados e países próximos. Tendo em vista a sua abrangência, a programação da Feira do Livro de Porto Alegre é dividida em três áreas: a Área Geral, que está localizada na Praça da Alfândega e na Rua dos Andradas; a Área Internacional, situada na Avenida Sepúlveda; e a Área Infantil e Juvenil, instalada no Cais do Porto.

Um dos mais tradicionais eventos culturais da cidade recebe anualmente milhões de pessoas que visitam as cerca de 160 barracas e participam de uma intensa programação de sessões de autógrafos, seminários, debates, mesas-redondas e apresentações artísticas. Em 2006, a Feira do Livro de Porto Alegre recebeu o diploma de Cavaleiro da Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura e, em 2010, foi declarada Patrimônio Imaterial da Cidade pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural da Capital.

Na edição de 2010, foram comercializados 411.519 livros, o que representa uma expansão de 16% em relação ao ano anterior. A 56ª Feira do Livro de Porto Alegre também foi sucesso de público, com mais de 1,7 milhão de pessoas durante os 18 dias do evento, realizados de 29 de outubro a 15 de novembro. Considerada a maior feira de livros a céu aberto das Américas, a Feira do Livro de Porto Alegre, promovida pela Câmara Rio-Grandense do Livro, é o evento cultural mais popular do Rio Grande do Sul. Além disso, é também a mais antiga realizada em caráter contínuo no Brasil e uma das três mais importantes do país.

A iniciativa, criada por um grupo de livreiros, intelectuais e jornalistas com o lema: Se o povo não vem à livraria, vamos levar a livraria ao povo”, é realizada desde 1955, na Praça da Alfândega, no Centro da capital gaúcha. Atualmente, se estende para as ruas do entorno: à área central do Cais do Porto (onde se instala  a Área Infantil e Juvenil) e a três entidades culturais localizados nas imediações - Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, Memorial do RS e Santander Cultural.

Além de oferecer ao público, a preços reduzidos, uma diversidade de livros editados no Brasil e no exterior, a Feira do Livro disponibiliza intensa programação cultural de entrada livre. Em edições anteriores, a Feira já contou com autores do porte do Prêmio Nobel Camilo José Cela (já falecido), Mário Vargas Llosa, Laura Esquivel, Fernando Arrabal, Gilbert Shelton, Federico Andahazi, Antonio Skármeta, Michael Cunnimghan e Eduardo Galeano, entre inúmeros outros de renome nacional e internacional.

O evento é formatado em conjunto com entidades representativas dos mais diversos segmentos da sociedade gaúcha, e é também uma importante atração turística, 36% de seus visitantes provêm de outros municípios gaúchos ou de estados e países próximos. Tendo em vista a sua abrangência, a programação da Feira do Livro de Porto Alegre é dividida em três áreas: a Área Geral, que está localizada na Praça da Alfândega e na Rua dos Andradas; a Área Internacional, situada na Avenida Sepúlveda; e a Área Infantil e Juvenil, instalada no Cais do Porto.

Entre as atividades do evento, uma intensa programação de sessões de autógrafos, seminários, debates, mesas-redondas e apresentações artísticas. Em 2006, a Feira do Livro de Porto Alegre recebeu o diploma de Cavaleiro da Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura e, em 2010, foi declarada Patrimônio Imaterial da Cidade pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural da Capital.

Na edição de 2010, a Feira contou com 160 expositores. Foram comercializados 411.519 livros, o que representa uma expansão de 16% em relação ao ano anterior. A 56ª Feira do Livro de Porto Alegre também foi sucesso de público, com mais de 1,7 milhão de pessoas durante os 18 dias do evento, realizados de 29 de outubro a 15 de novembro.

Confira os números da feira em 2010:

- Foram 293 ações realizadas com total de 20.135 participantes, em eventos destinados ao público adulto;

- Em palestras, foram 176 encontros com total de público de 11.147;

- As 71 apresentações artísticas contaram com um público de 6.239 visitantes e 16 sessões de cinema com 1.600 espectadores;

- Nas 30 oficinas oferecidas, em 67 módulos, foram 1.149 participantes. A programação contou com a presença dos 652 convidados palestrantes, mediadores e artistas, sendo 583 gaúchos, 56 de outros estados do país e 13 internacionais;

- Na área de programação Infantil e Juvenil, concentrada no Cais do Porto, foram realizados, sem agendamento, no Teatro Sancho Pança, 31 eventos com total de público de 13.020 pessoas. Além de três concertos musicais: Orquestra Jovem do Sesi, OSPA e Concertos Comunitários Zaffari;

- No espaço Arena das Histórias, foram 30 contações diferentes para 4.590 crianças e adultos;

- Dentro do Ciclo A Arte Levada a Sério, a programação contou com a participação de 7.866 pessoas em 57 eventos;

- Nas oficinas dos espaços Ateliê de Imagem e Ducha das Letras foram 115 participantes;

- As 25 sessões de autógrafos, promovidas por escolas, entre outras atividades no Largo da Escrita, reuniram 6.900 pessoas;

- Corais, bandas, danças e outras manifestações de arte somaram 15 eventos no Deck dos Autógrafos;

- A 6ª edição da Traçando Histórias – Mostra de Ilustração de Literatura Infantil e Juvenil recebeu mais de 4.000 visitantes que assinaram o livro de presença, sem contar a visitação das escolas;
 
- Na Área Infantil e Juvenil,
com agendamento escolar, foram realizados 30 eventos com público de 13.824 pessoas, no Ciclo Autor no Palco – Encontros com escritores e ilustradores para alunos do Ensino Fundamental, no Teatro Sancho Pança;

- Na Arena das Histórias, foram 31 encontros e 6.364 pessoas. Já a Casa do Pensamento, com capacidade para 200 pessoas, recebeu 19 encontros e 3.296 visitantes;

- Os encontros para alunos da Educação de Jovens e Adultos e do Ensino Médio noturno totalizaram 12 eventos e 3.338 estudantes. No QG dos Pitocos para crianças em idade pré-escolar foram 20 encontros com autores e teatro de bonecos e um público de 1.707 crianças;
 
- Na programação para
educadores e para alunos na programação prévia e paralela à Feira, o total de eventos realizados foi de 236; com público de 87.616;

- O 11º Encontro de Organizadores de Feiras do Livro contou com 75 participantes, inclusive representantes de cidades como Criciúma (SC) e Feira de Santana (BA);
 
- Na Praça de Autógrafos, este ano ocorreram 672 sessões. No Memorial do Rio Grande do Sul ocorreram 60 sessões de autógrafos e no Deck do Cais do Porto foram 56 sessões. O total foi 788 sessões;

- Importantes homenagens também fizeram parte da programação da Feira do Livro de Porto Alegre, a começar pelo patrono da 56ª edição. O folclorista Paixão Côrtes participou do evento em palestras, reconhecimentos, sessões de documentários e autógrafos;

- Outro evento no estímulo à leitura, a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, recebeu a Ordem dos Jacarandás, no dia 11 de novembro, no Memorial do Rio Grande do Sul. A comenda marcou o início das homenagens aos 30 anos do evento e suas 13 edições.

A Feira em 2011

Para dar continuidade à programação cultural de sucesso, a Câmara do Livro realizará de 28 de outubro a 15 de novembro de 2011, a 57ª Feira do Livro de Porto Alegre, que deve atrair ainda mais pessoas no centro histórico da Capital do estado do Rio Grande do Sul e convida a todos a todos a fazerem parte deste evento histórico.

Saiba quais são as principais propostas da Feira do livro de Porto Alegre:

- Oferecer ampla e qualificada programação cultural, de entrada gratuita, de interesse para todas as faixas etárias e todos os segmentos da população, com enfoque especial nas questões relacionadas com o livro e a leitura;

- Promover a leitura e, subsidiariamente, a escrita e a expressão oral, mediante a realização de atividades práticas como oficinas;

- Dar visibilidade a ações relevantes de promoção da escrita, da leitura e da expressão oral, na escola e na comunidade, oportunizando a troca de experiências com vistas a sua proliferação e qualificação;

- Contribuir para a capacitação de professores, bibliotecários, pais e outros interessados na mediação da leitura;

- Desenvolver programa pedagógico, que envolva, entre outras atividades, encontros de escritores, na etapa prévia e durante a Feira, com alunos, corpo docente e comunidade escolar, após a leitura de obras de sua autoria;

- Promover a valorização do livro e da leitura no imaginário popular, mediante ampla estratégia de comunicação que envolva campanha publicitária, contratação de assessoria de imprensa especializada, criação de site, de elementos de programação visual, de peças gráficas e de outros materiais promocionais;

- Disponibilizar para o público em geral, a preços reduzidos, milhares de títulos dos mais diversos gêneros de livros, editados no Brasil e no exterior, em formato tradicional ou em suas variações eletrônicas;

- Promover, em parceria com os órgãos públicos e privados especializados, o turismo cultural, atraindo a Porto Alegre caravanas de estudantes e professores de todos os níveis, assim como outros interessados em visitar a Feira, entre outras atrações culturais da cidade;

- Revitalizar o setor livreiro gaúcho, oportunizando a edição e comercialização de livros em escala industrial, com a consequente redução do preço de capa.


Feira do Livro 2010
Divulgação/Ponto Online

voltar

 



Associado, navegue por nossa área restrita e tenha acesso a conteúdos exclusivos.

Instituidores e colaboradores,
solicite aqui o seu crachá.


digite seu e-mail

digite sua senha

Esqueceu sua senha?
Ainda não está cadastrado?


De 1º a 18 de novembro de 2018



Câmara Rio-Grandense do Livro
Praça Osvaldo Cruz, 15 Conj. 1708 / 1709
CEP 90030-160 Porto Alegre, RS - Brasil
Fone/FAX (51) 3286. 4517
Fale Conosco Créditos